Atenção

Todos os textos do blog são de minha autoria (Eduardo Gonçalves Monteiro) assim como as imagens postadas a partir do dia 1 de maior de 2010. Caso pretenda utilizar algum texto do blog de os devidos créditos ao autor e ao blog.

domingo, 17 de janeiro de 2010

Corre


O relógio, sempre egoísta, correndo sem olhar para o lado. Queria que minhas lagrimas enferrujassem suas velozes engrenagens, então, quem sabe, meu relógio pararia, pararia lentamente para espera meu próprio tempo. O relógio, um tanto até otimista, corre apressado na esperança de me animar, mostrando a cada segundo a vida que não para nem retarda. O relógio, contando segundos para formar minutos, e minutos para formar horas. O relógio não para, nem que minha angustia entre em suas engrenagens, pois se parasse me mataria, me afogando em minha própria melancolia, agonia.

29 comentários:

  1. Gostei do relógio
    A parada é saber lidar com as engrenagens do tempo, as vezes precisamos colocar um pouco de atitude para limpar seus ferrugens, e outras um pouco de paciência para que elas não disparem.
    abraço Eduardo
    Parabéns, e continue assim q vc vai longe

    ResponderExcluir
  2. Gostei do texto. O tempo passa, somos escravos dele, e não há nada que o faça parar

    ResponderExcluir
  3. Gostei do post!O tempo passa a gente não percebe ...

    ResponderExcluir
  4. É uma luta inglória a travada contra o tempo. E ainda bem que ele corre, no final das contas, é uma dádiva!

    http://lasanhadeabobrinha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. aaaaaaaaai que lindo lindo ♥_♥

    ResponderExcluir
  6. Gostei do texto, o tempo não para e eu tenho sentindo muito isso... as horas estão voando ultimamente.

    http://jackecomck.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. O tempo não para e sabemos que nunca vamos poder fazer tudo que queremos... Ou você se conforma, ou corre atrás dos seus sonhos.

    Adorei a melancolia do texto e angústia de ver o tempo passar sem poder fazer nada para impedir isso.

    Gostei mesmo.


    Abraços
    Pachi
    :*

    ResponderExcluir
  8. O tempo não para, está talvez seja nossa maior praga.

    Mas também nosso maior presente, pois assim podemos deixar algumas coisa para tras...

    ResponderExcluir
  9. muito interessante!!eu fiquei mei triste lendo,mas é realmente interessante seu texto!!

    visite meu blog tbm: http://imodelblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Vim dar uma passadinha ;) Obrigado por visitar meu blog, gostei de sua postagem. Vou ler outras. =)

    http://curiosoemacao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Nossa, o texto me soou tão triste, mas msm assim é bem feito, parabéns

    ResponderExcluir
  12. texto mto bom! é bom falar do tempo!!!
    Abraços
    www.borarir.com

    ResponderExcluir
  13. pow... parabens pelo texto... mtooo bem escrito...

    Oseas
    http://www.toscorama.com.br

    ResponderExcluir
  14. Muito lindo o texto, adorei, infelizmente o tempo não é para nós mesmos, e ainda bem porque a natureza sabe que se isso fosse possivel, seria uma confusão, e por um tempo seria bom, pois resolveriamos algumas pendencias, depois isso iria nos matar pois não saberiamos como administrar ele.

    Beijos, Carol.

    ResponderExcluir
  15. Todos querem parar o tempo so que nenhum consegue, e vc expressou de um jeito singular vc tem futuro =D

    ResponderExcluir
  16. Mto bom, mas pra quem está prestes a ficar mais velha (como eu)...é de doer rs

    ResponderExcluir
  17. ganhe tempo xD

    passe lá no http://cangaceirosurfista.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Vim agradecer pelo calote de forma satisfatória... Muito legal mesmo essas pessoas que participam do jogo da comunidade sem cumprir a principal regra...!

    ResponderExcluir
  19. Acho que a maior infelicidade ou felicidade do homem é não poder controlar o tempo... eu concordo com o Guilherme, é legal que o tempo passe pois só assim podemos deixar algumas coisas para trás.

    beijos

    e quando puder faça uma visita tamb´me:
    http://minidesastres.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. O segredo disso tudo..ao meu ver..é ainda tentar planejar as atividades possíveis e não se preocupar tanto com os transtornos que a passagem do tempo pode nos causar. Apenas viver intensamente cada segundo é uma boa receita.

    ResponderExcluir
  21. Desculpado.. rs! Mas só porque percebi pelo seu blog que é um cara legal :D.. E tbm pq gostei daqui.. Caramba, além de me dar um calote ainda ganha mais uma leitora, ai ai ai!! Adorei a forma como falou sobre o tempo... E o tempo NÃO PARA! Grande beijo ;*

    ResponderExcluir
  22. Magnifico texto,queria fazer textos que prestassem pelo menos 1/10 dos seus --'
    Meus parabéns,és um grande escritor :D

    ResponderExcluir
  23. O relógio tem a sua dose de crueldade. E não tem jeito: vivemos sob seu jugo.

    Parabéns pelo texto e parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  24. A culpa sempre é do tempo, que não nunca nos espera o nescessário.

    ResponderExcluir
  25. Não sabia que você era poeta. O tempo não te amedronta quando você é, metaforicamente, livre. O sentido de liverdade é extenso, multiplo, mas quando você é livre em você não importa que o tempo passe, que a morte chega, você se mantém satisfeito, e desse modo sempre pronto para o fim.

    ResponderExcluir