Atenção

Todos os textos do blog são de minha autoria (Eduardo Gonçalves Monteiro) assim como as imagens postadas a partir do dia 1 de maior de 2010. Caso pretenda utilizar algum texto do blog de os devidos créditos ao autor e ao blog.

sábado, 11 de dezembro de 2010


São tantas vidas que eu nem me lembro nos sonhos quantas já vivi. E se passaram outonos até não ter mais folhas pra cair, cada silencio em seu próprio ser. Tantas essências que já senti das flores que um dia vou colher, que saibam os seus céus que os meus ainda estão por vir. Quem sabe em um sonho da vida vou gargalhar. Quem sabe ao certo quem vai falar ou vai partir, então que deixe falar as asas que não voam mais, pois de velhas estão repousando, sem pesar algum de um dia terem ficado assim.




24 comentários:

  1. interessante :DD
    ficou bem legal !

    ResponderExcluir
  2. Aaah, queria eu escrever assim!!!ushasuahushuhus :/ Muito bom mesmo! ADOREI!!

    ResponderExcluir
  3. Achei o desenho muito bom e com o texto, melhor ainda. Você é todo bom *-*

    ResponderExcluir
  4. O texto ficou ritmado e forte.

    Muito bom.

    ResponderExcluir
  5. Gostei da emoção que passa... Isso de falar sobre o tempo e o efeito dele na gente é uma coisa que mexe comigo muitooo!!!

    ResponderExcluir
  6. Eduardo, essa é a segunda vez que você me manda seu blog em dia que não estou muito bem. Você não deve ter noção de como seus textos me fazem sentir melhor, sério.

    ResponderExcluir
  7. Muito bom.Quero comprar um dia um livro com seus textos.Sério.

    ResponderExcluir
  8. Acho seus textos muito fodas. Passam uma vibe diferente pro meu dia. Adorei esse, me lembrou algumas coisas

    ResponderExcluir
  9. adorei o desenho & o texto *-* EU queria escrever assim.

    ResponderExcluir
  10. Triste quando algumas asas precisam se aposentar... Que prevaleçam os sonhos!

    Belíssimo texto!

    ResponderExcluir
  11. Poder passar sentimentos para um texto são coisas que pessoas realmente legais fazem!!! Continue com seu blog, Muito legal *--*

    ResponderExcluir
  12. me explique: " Como assim de tantas vidas que vivi"?
    tá ótimo, bem filosófico.
    bjs
    http://oicarolina.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  13. respondendo, creio que uma! a minha vida. A única que posso chamar de MINHA. hahah
    http://oicarolina.wordpress.com

    ResponderExcluir
  14. achei um tanto confusso, mas pelo que entendi, gostei do objetivo do texto.

    ResponderExcluir
  15. Chegar no "final" e ver que deixamos de fazer alguma coisa que deveríamos fazer, ou pelo menos poderíamos ter feito, perturba-me constantemente, mas deixemos as asas de lado para podermos escrever um novo final.

    ResponderExcluir
  16. Curto e direto, gostei de verdade

    parabéns

    ResponderExcluir
  17. Gostei....
    pelo quele é
    por como soou
    por aquilo que senti...
    parabens *-*

    ResponderExcluir
  18. bom texto e bom desenho... se for seu o seu blog será 100% original

    [b]PARTICIPE DA NOSSA RESTROSPECTIVA DE FINAL DE ANO:[/b]
    [red]RETROSPECTIVA -1:[/red]
    http://mikaelmoraes.blogspot.com/2010/12/recesso-do-blog-retrospectiva-2010-02.html
    [blue]RETROSPECTIVA -2:[/blue]
    http://mikaelmoraes.blogspot.com/2010/12/recesso-do-blog-retrospectiva-2010-01.html
    já participou! Comente nesse post então:
    http://mikaelmoraes.blogspot.com/2010/12/blog-recebe-mais-3-selos-de-qualidade.html
    [b]QUER GANHAR UM SEGUIDOR?[/b]
    - Siga-nos
    - Avise no comentário deixando o seu link

    ResponderExcluir
  19. É um texto curto e interessante sobre sonhos, confesso que entendo o sentimento que você transmitiu com suas palavras, sabe, pois esse mundo dos sonhos é como se fosse uma realidade a parte.

    ResponderExcluir
  20. Lindo! vc passa muito sentimento
    isso me tocou e me lembrou de umas coisas!

    ResponderExcluir
  21. Tantas histórias para contar e o pior é que no fim, poucos irão se lembrar...

    Bela reflexão.

    ResponderExcluir