Atenção

Todos os textos do blog são de minha autoria (Eduardo Gonçalves Monteiro) assim como as imagens postadas a partir do dia 1 de maior de 2010. Caso pretenda utilizar algum texto do blog de os devidos créditos ao autor e ao blog.

sábado, 12 de junho de 2010

Inconstância.

Estático, sem sentir, sem refletir. Repentinamente me deparo com tal momento, que não sei
como chamar, não sinto medo, nem bravura, muito menos um equilíbrio entre eles, somente não sinto. De repente, perco a noção do que vivo, exorbitado, não sinto, só vivo, arrasto. Não se
justifica, apenas acontece, muito naturalmente para algo que não é natural, banalizado.

Graça? Se foi, não há se quer pingo de tal coisa, se quer vestígio.

O pior? Eu gosto, deste não sentir tão constante que me alivia das inconstâncias.

A maior dúvida, tal dúvida que outrora me mataria, é simples, até onde eu chego assim?


---------------------------------------------------------------------

infelizmente o meu novo layout não fica bacana no internet explorer e eu não consigo voltar ao normal, portanto, me desculpo com todos que entrarem aqui

10 comentários:

  1. interessante seu post ... vc escreve bem ... se quiser me visitar

    http://arathane.blogspot.com/
    abraços

    ResponderExcluir
  2. vô ficar rica mano (H
    continue assim, muito bom RERE :3
    SOU UMA ÓTIMA "IMPRESÁRIA" NEE, burrinho rs <3

    ResponderExcluir
  3. Eduardo... desculpa mas não conseguir ler seu post!

    O texto tá invisível no layout. Conserta isso que eu volto pra comentar.

    abraço, tamu junto

    ResponderExcluir
  4. Salve, salve a inconstância! OU melhor, deixem-na ir...

    abs,
    seuanonimo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. uma inconstância constante, eu diria...

    ResponderExcluir
  6. O problema do layout não é nada, vale é o conteúdo ;)

    Inconstância todo mundo tem... De repente a gente detesta aquela rotina de sempre e de repente a gente adora de mais...
    A melhor coisa que tem pra se fazer é arejar as idéias... hehe!
    Descreveste muito bem, porque é bem assim mesmo, ao menos comigo é...!
    Combinou bem a foto da postagem.
    Gostei também da foto do blog, legal os "rabiscos" dos alerquins :)
    ...
    É isso aí...
    VLW!

    ResponderExcluir
  7. Achei o texto abstrato demais. Pode soar pretensioso. Abraços e sucesso com o blog!

    ResponderExcluir
  8. esse não sentir acontece comigo também... mas eu me prefiro com o sangue correndo

    ResponderExcluir
  9. boas palavras, bem original

    http://mikaelmoraes.blogspot.com

    ResponderExcluir